29 de março de 2017


Resenha: Chiclete pra guardar pra depois

0




Olá, queridos leitores!

Hoje venho com a resenha do livro de uma das autoras do blog.
"Chiclete pra guardar pra depois",  da querida Andreia Evaristo.
Espero que gostem.

Resenha:

Chiclete pra guardar pra depois é um livro de crônicas sobre diversos temas. E um dos que mais me chamou a atenção foi o primeiro do livro: "Você tem fome de que?". É uma crônica em que ela nos coloca ora pensar: Será que vale a pena mesmo tentar alcançar um padrão de beleza estabelecido pela sociedade? Acho que não. Cada um tem que gostar de si da maneira que é.
Sem preconceitos.
Posso afirmar, que neste livro, o tempo todo me senti como se estivesse lado a lado com a Andreia, apenas conversando.
São crônicas tão leves e ao mesmo tempo tão pesadas. 
Outra que me fez pensar bastante é em uma que fala que depois que viramos adultos, que acabamos deixando algumas coisas de lado. Como por exemplo, visitar os amigos. Que muitas vezes estamos deixando de lado, e podendo vê-los somente duas vezes no ano, e olhe lá.
Tanta coisa...
É  um livro bem curtinho, que consegui ler em poucas horas. 
Muito bem escrito, sem nenhum erro, pelo que me lembre.
Espero que possam apreciar essa obra, dessa incrível autora. 
E por fim, deixo pra vocês uma frase que tirei da última crônica:

"Muitas vezes a vida nos coloca diante de grandes obstáculos para nos provar quanta força mora dentro de nós."

22 de março de 2017


#Autora parceira: Tânia Lopes

11



Olá, queridos leitores!
Hoje venho apresentar mais uma autora parceira do blog.
Tânia Lopes, autora dos livros Em busca da verdade e Insensatez, da editora Novo século.
Espero que possam conhecer um pouco mais dessa autora tão simpática.

Biografia:

Desde pequena, gostava de imaginar histórias, criar personagens e enredos. Formou-se e exerceu a profissão de professora no sul do Brasil, onde mora com o marido e a filha. Hoje, dedica-se a escrever livros repletos de emoção, voltados para o público feminino. Fascínio, sua primeira obra, foi lançada na internet e se destacou na lista dos mais lidos. Foi o incentivo que lhe faltava para lançar Insensatez e Em busca da verdade.





Sinopse do livro "Em busca da verdade" :

Juan passara horas, dias, naquele hospital. Quando pensou que as coisas começariam a clarear, foi golpeado pela notícia de que Fernanda estava com amnésia. Sua vida se transformou em um verdadeiro caos. Como prometera, faria de tudo para ter uma relação cordial com ela. O que poderia esperar de si próprio era sustentar, com todas as forças, uma distância emocional daquela mulher. Fernanda merecia, no mínimo, seu desprezo. Embarque nesta conturbada história de amor. Em busca da verdade vai revirar suas emoções.

Informações adicionais:

Edição: 1
Formato: 14 x 21 cm
Acabamento: Brochura\capa mole
Páginas: 320
Data de publicação: 08\2016
Autor: Tânia Lopes

20 de março de 2017


Resenha: Uma chance para recomeçar

17




Olá, queridos leitores!
Hoje venho com mais uma resenha de um dos autores nacionais parceiros do blog. E dessa vez é a autora Diana Scarpine, com o livro Uma chance para recomeçar.
Espero que gostem e que possam dar uma chance a essa estória.

Resenha:

O livro é narrado em terceira pessoa. Os capítulos são divididos entre situações que acontecem com os dois personagens. Ora com Carina, ora com Aurélio. Facilita bastante o entendimento. Adorei essa divisão.


Em uma chance para recomeçar conhecemos Carina, uma mulher bem-sucedida, que trabalha muito, porém vive estressada e em seu mundo de solidão.
E Aurélio, um homem que sofreu um acidente de carro há 10 anos e que além de perder a mulher Amália e a filha Talita, perdeu a visão e queimou 50% de todo o seu corpo. 
Duas pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo parecidas.
Vivem na mesma solidão.
Ao ter uma paralisia facial devido ao estresse com o trabalho, Carina acredita que irá morrer, e decide tentar mudar o seu modo de vida.
Em um dos dias que está fazendo a fisioterapia que lhe foi recomendada, ela conhece uma senhora que recomenda que faça uma massagem com o massoterapeuta Aurélio.
E foi assim que os dois se conheceram. Em um primeiro momento, Carina não percebe que Aurélio era cego. Em uma situação constrangedora entre os dois, por um engano, Aurélio acredita que Carina seja mais uma dessas pessoas preconceituosas e que irão o chamar de monstro.
Com o passar dos dias, e Aurélio vai conhecendo Carina e percebendo que ela não era o que ele imaginava: preconceituosa.
Na verdade, Carina foi uma das poucas mulheres que se aproximou de Aurélio ao longo de 10 anos, e que nem se importou com a sua aparência.
Ao passar dos dias, Aurélio e Carina vão se aproximando, e vai nascendo uma amizade diferente entre os dois.
Diferente porque Carina acaba se apaixonando por Aurélio, e não é correspondida, pois sabe que Aurélio ainda é fiel a sua esposa morta: Amélia.
Em muitos momentos que estão juntos, em alguns se dão super bem, e em outros, brigam bastante.
Durante o decorrer da estória é bastante comum o desentendimento, as brigas entre eles. Porém, não conseguem passar muito tempo sem se verem.
Em meio a esses desentendimentos, podemos ver como surge um amor puro, sem preconceitos, sem aparências. O mais belo dos amores.
Vemos nessa estória também, que ainda existe bastante preconceito em relação a deficiência, independente de qual seja. As vezes até a própria pessoa não se aceita. Sim, isso acontece. 
Podemos acompanhar também o processo de aceitação,  de como o amor é capaz de fazer superar as barreiras mais difíceis. E não posso esquecer de comentar sobre o perdão. De como é difícil passar por esse processo lento e doloroso, e que por muitas vezes podemos achar que não há solução, mas que todos devemos ter Uma chance para recomeçar.

16 de março de 2017


Resenha: Einstein - verdades e mentiras

15



Olá, queridos leitores!
Hoje venho com a resenha do livro: Einstein - Verdades e mentiras , do autor parceiro Waldon Volpiceli Alves. Espero que gostem.
O livro é uma não-ficção sobre um pouco da vida de Einstein, sobre as verdades e mentiras que rondam algumas de suas mais famosas descobertas: a Teoria da Relatividade .
Será que Einstein plagiou essa idéia?
Essa é uma das questões que são abordadas no livro.
Podemos ver que são várias questões e dúvidas que lemos ao decorrer do livro.
Em um tipo de discussão, vemos várias opiniões sobre os feitos de Einstein.
Confesso que no início do livro, achei tudo bem chato, aquelas questões sobre Física, onde eu não entendia nada. E isso me fez enrolar um pouco com a leitura. 
Mas quando essa parte acabou, quando começaram a aparecer as partes interessantes sobre Einstein, cartas escritas por ele, a leitura começou a fluir muito bem, e logo apos poucas horas, eu havia terminado.
Mas como eu disse no início, é um livro de não-ficção , não é para todas as pessoas, e não vai ser todas que irão gostar.
Acredito que seja um livro mais para estudo ou até mesmo para sanar algumas curiosidades.
Enfim, para quem gosta, deixo aqui a minha recomendação.

15 de março de 2017


#Autora parceira: Martina Romero

17






Olá, queridos leitores!

Hoje venho com mais uma parceria feita pelo blog. A autora Martina Romero  do livro A vampira, da editora Novo Século.
Espero que gostem.





Biografia:

MARTINA ROMERO ama cavalos e livros. 
Começou a escrever aos dez anos e, desde então, não parou mais. Hoje, com treze, é apaixonada por romances e histórias sobrenaturais. 
Descobriu o Wattpad em 2015, e ali começou a publicar suas obras. A Vampira ultrapassou 100 mil leituras.







Sinopse:

Katherine Miller é uma vampira que foi transformada há mais de três séculos por seu grande amor, Daniele. Depois de oito anos juntos, ele decide abandoná-la para mantê-la segura, já que ao seu lado ela corria perigo. Antes de partir, porém, Daniele promete protegê-la, ainda que de longe, sob qualquer circunstância. Para um vampiro, a palavra é tudo, mas Kath não se convence e, a partir daquele momento, abdica de qualquer sentimento. Agora, trezentos anos depois, sozinha e diante da eternidade, Katherine é uma vampira sem compaixão, que mata sem parar. Para se entreter, ela se matricula na universidade e, logo no primeiro dia de aula, reencontra alguém de seu passado. O choque é enorme. O que ele fazia ali? Mesmo com sede de vingança, Katherine começa a perceber que, apesar de tudo, ainda sentia algo por Daniele. Negando esse sentimento para si mesma, tenta mascará-lo com raiva, mas, aos poucos, começa a ceder. Ele ainda quer protegê-la, pois há um grande perigo à espreita. Para ficarem juntos, porém, ela terá que deixar seu rancor de lado.

Informação adicional:

Edição: 1
Formato: 14 x 21 cm
ISBN:9788542808704
Acabamento: Brochura\ capa mole
Páginas: 256
Data de publicação: 08\2016
Subtítulo: Não






9 de março de 2017


#Autora parceira: Andreia Evaristo

13


Olá, queridos leitores!
Hoje venho apresentar mais uma das autoras parceiras do blog: Andreia Evaristo.
Alguns de vocês devem conhecer, nem que seja de ter ouvido falar, do livro: Chiclete para guardar para depois ou algum dos outros que ela lançou no Wattpad.
Vamos conhecer um pouco mais?

Biografia:


Leonina,casada,professora,blogueira,colunista, escritora, gateira, uma Alice com síndrome de Peter Pan e mil e uma utilidades. Publicou em 2016 seu primeiro livro, “Chiclete Pra Guardar Pra Depois”.



Sinopse "Um chiclete para guardar para depois":

"Chiclete pra Guardar pra Depois” (Editora Areia, 117 pág., 2016) reúne 37 crônicas nas quais a autora reflete sobre amadurecimento e sobre o mundo contemporâneo. Em tom quase de confissão, é como se Andreia abrisse seu diário para o leitor e dialogasse com ele sobre as agruras de crescer – principalmente para as meninas." (Jornal A Notícia, 08/08/16).



Allegra antes do play:

O que Cinderela tem a ver com livros e youtubers?

Allegra é uma figura peculiar: gorda, baixa, branquela e com um estilo retrô. Apesar disso, é o clichê da Cinderela: órfã de pai e mãe, mora com a madrasta Maura e suas duas filhas, Pam e Mel, que são tudo o que ela não é: altas, magras, lindas e negras. 

Em pele de cordeiro:


8 de março de 2017


Resenha: Quando o azul não desbotava

12




Olá, queridos leitores.
Hoje venho com a resenha de mais um livro cedido em parceria com a editora Penalux.
O livro Quando o azul não desbotava é um livro de contos narrado em terceira pessoa.
No decorrer do livro, pude perceber que todos os contos acontecem com os mesmos personagens. São narrados momentos em que estão juntos ou separados. São um casal. E com a leitura dos contos, podemos ver que são tão bem detalhados, que conseguimos imaginar tudo que o autor escreve.
De uma leitura leve, e não contém nenhum erro. É daqueles livros que conseguimos ler em um dia. Bom pra nós tirar daquelas ressacas literárias.
Espero que gostem da dica.

"Não partimos ainda. Nem eu. Nem ele. Apesar do mesmo Sol. Da mesma Lua. Da mesma chuva. Do mesmo azul. Das mesmas músicas. Não partimos ainda, mas um fio invisível nos mantém Unidos, sob o mesmo céu."